terça-feira, 7 de novembro de 2017

Outubro Rosa para uma vida rosa




Olá! Vamos falar de Outubro Rosa? O movimento nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama. E é válido para nos fazer lembrar da importância da realização de exames e acompanhamento com um médico de confiança. Eu descobri o câncer de mama em exames de rotina. Não tive nenhum sintoma. Só os exames de imagem que mostraram o tumor.

Sei que no dia a dia nossa tendência é cuidar de todos e nos deixar para depois. Mas essa atitude precisa ser revertida. Sua saúde precisa estar em primeiro lugar. Um em cada três casos de câncer pode ser curado se for descoberto logo no início. E você, já fez seus exames de rotina? Coloque agora mesmo esse compromisso na sua agenda.

Tive muitas dúvidas quando recebi o diagnóstico. Mas te digo por experiência: procurar ter informação na internet ajuda se a fonte for de confiança. Nada de entrar em qualquer site. Entre os confiáveis, posso te indicar o Inca e o Oncoguia. Abaixo, algumas dúvidas comuns que o Inca me ajudou a entender.

O que é câncer de mama?
É uma doença resultante da multiplicação de células anormais da mama, que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns se desenvolvem rapidamente e outros não. A maioria dos casos tem boa resposta ao tratamento, principalmente quando diagnosticado e tratado no início.

Câncer de mama tem apenas uma causa?
Não. Diversos fatores estão relacionados ao aumento do risco de desenvolver a doença, tais como: idade, fatores endócrinos/história reprodutiva, fatores comportamentais/ambientais e fatores genéticos/hereditários.

Mulheres novas podem ter câncer de mama?
Sim, apesar de ser mais comum em mulheres a partir dos 50 anos de idade pelo acúmulo de exposições ao longo da vida e as próprias alterações biológicas com o envelhecimento aumentam, de modo geral, esse risco.

Quais os outros fatores de risco?
História de menarca precoce (idade da primeira menstruação menor que 12 anos), menopausa tardia (após os 55 anos), uso de contraceptivos orais (estrogênio-progesterona), ingestão de bebida alcoólica, sobrepeso e obesidade, tabagismo.

E a hereditariedade interfere?
O câncer de mama de caráter hereditário corresponde a apenas 5% a 10% do total de casos.

É possível reduzir o risco de câncer de mama?

Sim. Manter o peso corporal adequado, praticar atividade física e evitar o consumo de bebidas alcoólicas ajudam a reduzir o risco de câncer de mama. A amamentação também é considerada um fator protetor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amarrações de lenços em 2 minutos.

A embaixadora Wsoul Daniela Moraes conta sua história e dá dicas de uso de lenços e turbante durante o tratamento do cancêr.